.
.

Acessibilidade

Aumentar Fonte
.
Diminuir Fonte
.
Fonte Normal
.
Alto Contraste
.
Libras
.
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Mapa do Site
.
Acesso à informação
.

08:00h às 11:30h e das 13:00h às 17:30h

Saúde - Sexta-feira, 16 de Junho de 2023

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

1º Exposição de Arte Terapia do (CAPS) produz Artesanatos com mais de 50 usuários

Ações buscam promover a interação, reabilitação e auto estima das pessoas


No dia (16) sexta-feira, o Centro de Atenção Psicossocial Sanito Milléo (CAPS) promoveu a 1ª Mostra dos trabalhos confeccionados durante seis meses nas oficinas terapêuticas. Os usuários criaram uma variedade de artesanatos, como chaveiros, brincos, animais de lã, pinturas em madeira, cestas de barbante e miçangas, quadros com sementes de girassol, sagu e pipoca, mosaicos em madeira, pinturas em panos de prato com giz de cera e tintas, entre outros. O principal objetivo do evento foi fortalecer a autonomia dos usuários, incentivando a interação, superando a timidez e promovendo a comunicação, além de desenvolver a socialização.
 

Ao todo, 4 Instrutores do (CAPS) participaram do evento, além da Artesã, Silvana Rocha, as Técnicas de Enfermagem, Carol Oliveira Calveti e Isadora Martins Sabino, a Enfermeira Joelma Rox, a Psicóloga Maria Julia Teixeira da Silva e a Assistente Social Luiza Emanuely de Oliveira. 
Segundo a paciente, Marcia Vassuavik, a exposição foi muito boa, “tudo que foi feito ajudou a melhorar o meu dia a dia, melhorou a minha socialização, a minha saúde mental que estava péssima, agora me sinto bem melhor graças ao (CAPS) e as atividades que estou realizando aqui”. 
 

De acordo com o Secretário de Saúde, Júlio Cesar Sandrini, a exposição de artes do (CAPS) foi uma oportunidade excelente para se analisar todo esse tema, “de que maneira o encontro da arte com a clínica, sob o viés das oficinas, propostas durante a reforma psiquiátrica, pode se constituir numa potência em possibilidades de encontro, na medida em que se afasta de atitudes manicomiais que ainda fazem parte do percurso da saúde mental no Brasil”.

 
“Deixou evidente também, a lógica da clínica ampliada e da redução de danos como bases da atenção psicossocial, num processo de criação audiovisual colaborativo construído e vivenciado pelos usuários, onde a produção artística coletiva é conduzida de maneira a alcançar uma dimensão ética e política, que ultrapassa qualquer previsão moral e punitiva”, ressalta o Secretário. 
Maria Aracy de Oliveira Teixeira, também paciente do (CAPS), gostou muito da exposição, “os trabalhos que eu fiz aqui ajudou demais minha autoestima, pois estava muito triste, nervosa em casa, não consegui fazer mais nada. Agora já estou fazendo muitas tarefas, sou feliz no (CAPS), queria passar mais tempo aqui”, relata a paciente.

 

Facebook Twitter WhatsApp Imprimir

430 Visualizações

Notícias relacionadas

Voltar para a listagem de notícias

.
.

Calendário de eventos

.
.

Acompanhe-nos

.
.

Prefeitura Municipal de Piraí do Sul - PR.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.